Saúde bucal das gestantes – Mito vs Verdade

saude-bucal-das-gestantes–mito-vs-verdade

Cuidar da saúde bucal é importante em qualquer fase da vida. Mas, na gravidez, a atenção deve ser redobrada, já que a falta de higiene bucal afeta diretamente a saúde do bebê. É o que aponta especialista.

Confira agora o que é mito e verdade sobre a saúde bucal em gestantes.

1 – Os dentes enfraquecem na gravidez, em decorrência do cálcio que é dividido com o bebê?

Mito! A gestante deve ter uma dieta balanceada com quantidades de mineral suficiente para ela e para o bebê. Mas, isso não quer dizer que a divisão irá enfraquecer os seus dentes.

2 – Há o aumento de inflamação nas gengivas por causa da alta produção de hormônios?

Verdade! As variações hormonais promovem uma dilatação dos vasos sanguíneos, o que provoca uma resposta exagerada dos tecidos gengivais, aumentando o risco de problemas nesta região.

3 –  Na gestação, a mulher está mais propensa a cáries?

Verdade! Por conta das alterações hormonais, há diminuição do fluxo e da ação protetora da saliva. Além disso, é comum que se coma mais. Essa combinação pode gerar um aumento da acidez constante na boca, facilitando a desmineralização dos dentes e a formação de cáries.

4 – Grávida não pode fazer radiografia?

Em termos! O que vale é a quantidade de radiação a que a grávida será exposta. No caso da odontologia, é mínima. Mas deve-se sempre utilizar os coletes protetores, e tomar cuidado em regiões próximas ao bebê, como o abdômen.

5 – Problemas na gengiva podem induzir o nascimento prematuro do bebê ou fazer com que ele nasça abaixo do peso?

Verdade! A inflamação nas gengivas libera citocinas e prostaglandinas, substâncias que induzem ao parto. Além disso, as bactérias podem atingir o bebê através do sistema circulatório e se fixar na placenta, podendo provocar partos prematuros e até a perda de peso.

6 – Refluxo, azia e ânsia de vômito, comuns na gravidez, afetam os dentes.

Verdade! Bochechos com a água diminuem o pH da boca, evitando a acidez que favorece a formação da cárie. É indicado um bochecho com água e, 15 minutos depois, fazer a escovação.

O acompanhamento médico deve ser feito durante todo o período da gestação, da mesma maneira é indicado procurar um odontologista para acompanhar a saúde bucal na gestação.

Para saber mais, entre em contato conosco e agende sua avaliação gratuita.

Fonte: OESP PRIME

Did you like this? Share it!

0 comments on “Saúde bucal das gestantes – Mito vs Verdade

Leave Comment